Moda e Sustentabilidade

Um dia inspirador em Madrid

Essa semana tivemos a oportunidade de visitar 3 projetos que despertam a sustentabilidade na indústria da moda em Madrid e no mundo.

O primeiro deles, The Circular Project Shop (http://thecircularproject.com/the-project/), é um projeto pioneiro que trabalha a indústria da moda de forma integral e holística. O projeto foi construído dentro dos princípios da economia do bem comum e busca congregar trabalhos de estilistas que se diferenciam por um design exclusivo, de produção local e com amor pelo nosso querido planeta. Esse é o primeiro espaço em Madrid especializado no comércio de uma moda sustentável e ética em todo o seu processo produtivo. A fundadora Paloma Garcia, jornalista, presidente da Associação de Moda Sustentável de Madrid e idealizadora da plataforma “Slow Fashion World” (http://slowfashionworld.com/), nos recebeu em seu espaço marcado pela simplicidade elegante, próximo ao Templo Debob. Paloma transborda entusiasmo, propósito e paixão pelo que faz e nos contou um pouco do projeto e da plataforma, criada com o intuído de conectar atores de todo o mundo para troca de conhecimento sobre moda sustentável e formação de alianças estratégicas. O lançamento da plataforma foi feito hoje (15.09.2017), no Parque Retiro em Madrid, com a colaboração de Madrid es Moda (http://madridesmoda.com/) e Mercedes Benz Fashion Week (http://www.ifema.es/mercedesbenzfwm_01/).

O segundo, Open Textile (https://opentextil.hotglue.me/?bwx/), possui como objetivo pesquisar a criação têxtil, a partir da ecologia e do cuidado com o meio ambiente e por meio da reutilização e reciclagem de matérias-primas orgânicas que podem se adaptar às necessidades da roupa atual. Além de pesquisar soluções para o abuso da contaminação e exploração dos recursos materiais e humanos, o projeto promove a conscientização de jovens designers e, como se não bastasse, compartilha abertamente todas as suas descobertas (o incrível Creative Commons!).

O último é a marca que já virou a nossa queridinha – a Ecoalf (https://ecoalf.com/history/), que surgiu em 2009 da frustração de Javier Goyeneche com o uso excessivo dos recursos naturais e a quantidade de resíduos produzidos por países industrializados. A marca integra tecnologia revolucionária para criar roupas e acessórios feitos inteiramente a partir de materiais reciclados com a mesma qualidade, design e propriedades técnicas dos melhores produtos não reciclados. Os produtos são feitos de garrafas plásticas, redes de pesca, cápsulas de café, pneus, tecidos descartados de algodão e algodão orgânico. A marca já reciclou mais de 80 toneladas de redes de pesca abandonadas e mais de 30 milhões de garrafas plásticas usadas. Poucas vezes conheci algo tão consciente, sustentável, simples e belo.

Foi um dia para se inspirar, respirar fundo, olhar para dentro e realizar o quanto se pode transformar quando as pessoas e as empresas possuem um propósito claro de gerar impacto social e ambiental positivo além de gerar lucro. Esperamos que vocês também se inspirem e compartilhem essas iniciativas que podem não só “gerar menos impacto”, mas “gerar um impacto positivo” no nosso dia-a-dia!

Escreva um comentário e faça sua avaliação

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *